31/12/2009

TONY

O caso do Tony é provavelmente a mais bela história clínica que podemos acompanhar em 2009. A sua entrada deu-se no dia 12 de Outubro. Mordido com extrema gravidade por um cão errante, com dilaceração profunda do membro posterior esquerdo, com fractura cominutiva e exposta do fémur e desgarro da cavidade abdominal do mesmo lado. Um quadro sombrio.

Nunca me vou esquecer da expressão do Tony nesse dia, pois parecia que nada fosse com ele...
Parecia inócuo a tamanha dor, distante da incapacidade de mobilização. Continuava bem disposto, com apetite normal...Simplesmente impressionante.

Exprimir a gravidade das lesões face ao tamanho quadro "alegre" do Tony foi tarefa árdua.
Para os donos, a jovialidade e ingenuidade do Tony pareciam sobrepor-se ao quadro sombrio. Propus-me então a reconstrução cirúrgica, o melhor que pudesse, mas o inevitável poderia estar a vista: amputação alta de todo o membro posterior.

Devemos ser muito cuidadosos quando propomos aos donos qualquer amputação. Em 99% dos casos a reposta é peremptória: "Não, nem pensar"... o resto podem-no deduzir facilmente...


Confrontando as possibilidades de sobrevivência do Tony, coadjuvando-a com a sua incapacidade motora, nada me impedia clinicamente de seguir em frente.

Olhar para ele, mais convencida ficava em seguir a minha intuição clínica.

O seu profundo olhar apelava-me a não pôr termo à sua vida tão rápido, ainda por cima com os seus tenros 6 meses.


Aceitar a diferença custa.
Aceitar o desconhecido é uma viagem ímpar.

Aceitar, nestes momentos, a voz do nosso coração em detrimento da voz do nosso ego é inquietante...


Pedi à dona que confiasse no Tony e na sua recuperação. Apenas me interessava a sua intuição.
Em nenhum momento senti que nada mais fosse desejado ao Tony do que a sua recuperação.

Confortei os donos que a estadia prolongada (sucessivas cirurgias reconstrutivas) não seria problema maior.

Cada caso é um caso e não devemos olhar apenas para a parte material e económica do caso clínico.

Aqui imperava algo maior:
Aceitar a Diferença!


Devemos ser compadecentes e complacentes.
Faz parte da nossa verdadeira essência humana.


O Tony permaneceu na clínica até ao dia 21 de Novembro. A ausência física dos donos que se ausentaram para o estrangeiro não se notou. Foram incansáveis em perguntar diariamente pela sua convalescença.

Na aldeia do Tony, ele próprio se tornara um herói. Ele já era bem conhecido e acarinhado pelos seus habitantes e a "diferença" começava a "marcar pontos"...
Houve um dia que um habitante nos consultara com o seu animal mas logo que pôde perguntou pelo Tony!

O Tony recuperava, lentamente mas a alegria com que entrara, a jovialidade dele permaneciam inalteradas. Eu própria senti diversas vezes muita admiração por ele.

Aos poucos, as mordomias eram cada vez maiores...


Chegou finalmente o dia em que pela primeira vez, os donos seriam confrontados com o estado do Tony.

NUNCA tinham visto um felino andar de 3 patas e muito menos sendo deles próprio.


Ao abrir por ele próprio a porta em resposta ao chamamento dos seus donos, seguiram-se emoções muito fortes mas muito reconfortantes que todos aqui guardamos...

O Tony demonstrou-nos a Todos que,

Vale a pena seguir o caminho da intuição;

por vezes, Vale a pena caminhar por um caminho diferente e desconhecido;

Vale a pena Aceitar a Diferença.

Porquê?

Porque simplesmente continuará a transmitir alegria, amará de igual modo ou ainda mais os seus donos e de certeza que quebrará muitos preconceitos.

A mensagem que a BandarraVet deseja que seja retida este ano com esta linda história do Tony é que podemos Aceitar a Diferença!

Faz parte da nossa existência, mesmo que o seja no patamar dos nossos amigos de 4 patas!
Acreditam que o Tony marcou a diferença em 2009!
Obrigado Tony!!!



Aceitemos incondicionalmente o ano de 2010!

Em nome da BandarraVet,

FELIZ E PRÓSPERO ANO 2010


28/12/2009

DIRAC

Passei em visita à uma amiga e simplesmente a Dirac fez um sorriso maravilhoso e disse-me:
Eu sei quem vem aí mas não te digo!!!

Aguardemos...

23/12/2009

SANTO NATAL

Em noite mágica, de puro amor, de fraternidade, de rejubilo, de esperança pela boa vinda...

Vejam onde os Vossos olhos não vêem; Ouçam a melodia celestial que nunca ouviram; Sintam emoções que nunca sentiram; Falam a linguagem dos Vossos corações; cheiram no ar o aroma que nunca inalaram...

A magia de uma noite, a magia do maior amor Jamais vindo!



21/12/2009

DO TARECO PARA A SUA DONA!


Lembram-se do Tareco?
Relembram aqui a sua história.

Recebemos esta semana uma encomenda vinda dos USA, da Sra. Dona Maria Augusta, a dona do Tareco que nos presenteou todo o seu agradecimento.

Um lindo cartão musical a desejar Boas Festas e mais um embrulho que como manda a norma em casa, será aberto na noite de 24.

Muito Obrigado!!!


video

Podem ouvir a graça de cartão que é!


Sendo eu filha de emigrantes, e por saber o quão saudoso é a nossa pátria e os nossos familiares quando estamos longe resolvi retribuir o carinho da Sr. Dona Maria Augusta, e visitar o Tareco!

A Sra. Dona Josefa, mãe da Dona Maria Augusta e a Dona Adélia (tia) são as exímias cuidadoras do Tareco que se encontra mais gorducho!

A dona Josefa tem mesmo um carinho especial pelo Tareco!

E ele por ela!

Apaparicado também pela Dona Adélia!

E não larga a lareira!


Dona, como podes ver estou muito bem tratado. A tua mamã e tia cuidam muito bem de mim. Vê tu que hoje a Veterinária e a Susana vieram cá visitar-me! Pensei que fosse para ir à clínica mas não...

Tiraram umas fotos e deixaram-me uns biscoitos!

Cuida bem de ti também! Em breve estarás cá visitar-me, mas estas novas tecnologias que inventaram fizeram com que eu possa estar na internet!!!
Miau Miau de maravilha!!!

Desejo-te um Santo Natal e um "Miau Miau" ano Novo!!!!
Muitas lambidelas de carinho e muitos ronrons!!!!

TARECO!

16/12/2009

A BATER O DENTE!!!

Pois é...o frio chegou. Bater o dente????
Eu diria que bate dente, mãos, pés e tudo o que se possa mexer...


Esta é a parte inferior do portão da clínica...claro que não funcionou, né...
Para além de ter demorado a cá chegar lembrando uma big city em hora de ponta...tive de...simplesmente saltar o portão (é eléctrico e o motor encontra-e do lado de dentro!)


Tive de "deletar" no vídeo essa passagem de assalto antes que me chamasse a GNR!!!
Seria lindo eu própria a assaltar a minha casa!!!

Pois é...surpreendentemente...é gelo!!!
Ou seja choveu de noite (porque ontem estava tudo seco) e congelou.

É muito lindo, mas garanto-vos que não dei nenhum bate-cu!


Lindo!!!
As luzes do canil congelaram...essa parte não é linda não!

Parque da clínica modificada em pista de patinagem artística!!

Com direito a patinadores...uns experientes, outros nem por isso (Avalon)...

Esta é a grelha do meu pópó... esteve pior mas tinha a Canon na clínica...

Madeira envernizada... parece não é???

Acreditam, sentir o gelo é bonito!!!

As minhas oliveiras não se safaram...

Mas há quem não tenha frio!!!
Lilo, coucou!!!


Aqui podem ver o seguinte: desde as 9 da manhã até agora (perto das 13.00) o vento gélido fustigou-nos, podendo ver as suas marcas...

Metade gelo, metade normal!

As 13.00!!!

E a começar o sincelo...Já visível no lado das árvores...

De tarde melhorou, pois começou a chover...mas os meninos não quiseram sair do canil!!!
Pudera...


A Pimpim...quer entrar...
E eu tenho de ir trabalhar...


À hora de edição do post chove mas lá fora continua-se a bater o dente... vamos lá ver o que a noite nos reserva!


14/12/2009

CANIL ILUMINADO

Em dia de nevoeiro, com um frio cortante e vento gélido decidimos construir o presépio e presentear o canil aos seus merecidos ocupantes!
Da esquerda para a direita: Jedy, Ara, Jord em cima dela, a Wilma, Pimpim e Avalon!

Mesmo com o frio, há quem encontre sempre forma de se aquecer...


A Pimpim, com o seu eterno apaixonado, o Jedy

a Wilma com a Jord!

Ainda dizem que os cães são "pouco inteligentes"...pois bem, não conhecem os meus!


Aproveitamos assim o sossego do rodopio canino a que somos sujeitos em hora de pausa na clínica, para nos dedicarmos a tão desejosa construção do presépio, que na noite anterior me visitara durante o meu sonho...
Todos os ingredientes me foram apresentados...então, mãos à obra!

Este canto da sala de recepção da clínica foi o lugar escolhido.

Os alicerces são pedras; pedras que sobraram da própria construção do canil.
Dizem que Jesus nasceu numa espécie de gruta, então...


Musgos do nosso terreno, cuidadosamente trazidos pela Susana.

As plantinhas vieram e ficam cá muito bem!

Já tem o "esqueleto" montado...

Os musgos têm de ser regados para manter a humidade e sobrevivência dele. Forrei uma telha de musgos para não ficar directamente em contacto como chão...

Et voilá...vamos encher a "gruta"...

Confesso que nem aqui estava certa do que iria sair, nem mesmo a Susana. Mas nada me conseguia travar do martelo nem dos pregos...

A colocar os divinos elementos do presépio e as mémés por baixo.
Pastor e rebanho, jamais poderão faltar no meu presépio...

A minha "carpintaria", um tecto!

Queria algo que cobrisse e resguardasse o menino Jesus, tal como acontecera há mais de 2000 anos.
Tudo de forma natural e com os próprios elementos que temos à disposição aqui no terreno ou nas suas imediações...

Cobrimos então o tecto com giestas, ramos de diversos pinheiros mansos e cedros...

E colocamos os restantes elementos...magos, pastores e diversos animais...
E claro a iluminação...

Aqui está o meu iluminado presépio, com os divinos seres iluminados.

As luzes têm várias intensidades luminosas...


Mas está lá...sempre iluminado, como sempre o está na minha vida, o menino Jesus!

Enquanto isso a Susana fez como sempre o faz anualmente, a árvore de Natal.
Muito linda Susana, obrigado!

Lá fora, também um momento especial ...

Quantas vezes ouvimos dizer que devemos seguir os nossos sonhos?
Quantas vezes ouvimos dizer que devemos procurar a felicidade?
Quantas vezes ouvimos dizer que somos todos Um?

A construção do canil foi um pouco de tudo isso.

Não me posso sentir plena, se os meus amigos de 4 patas que convivem directamente comigo, não o forem.

Não posso ser feliz, se eles não o forem.
E todo este trabalho não teria existido se não fizesse parte de um sonho...


Poderão vocês pensarem que apenas ou maioritariamente o foi, por motivos monetários. É justo pensar assim. Contudo devo afirmar que os meus guardiães e companhia limitada, obviamente que tinham um tecto, não próprio e adequado de todo para eles, mas, era o quão possível na altura.

Quero isto dizer, que fui poupando, estruturando e visualizando todo este projecto. Dar tempo à nossa co-criação é um requisito fundamental.
Nunca perder a fé, um valor sagrado que devemos cultivar com perseverança.


Foram assim 5 anos de espera, para que este projecto e como já viram em "mini-obras" anteriores, fossem concretizados este ano.

Assim faz parte de nós mesmos, evoluirmos, construirmos, expandirmos, alimentarmos os nossos sonhos, tal como as ondas que provocam uma pedra ao cair na água...

Hoje, não só os "Schnauzers e companhia Lda", ganharam um novo lar.
Pensem bem...



Quantos de nós aqui estiveram envolvidos?
Quantos de vocês, aí do outro lado acompanharam a construção?
Até onde foi expandida a energia desta obra?

Longe....
Tal como as ondas que provocam uma pedra ao cair na água...


E essa pedra...era apenas um sonho...

Nasci assim, cresci assim e fui educada assim:
"Nunca desistes do teu sonho
Procura a tua felicidade,
Porque Deus estará sempre contigo, te oferecendo os teus sonhos, congratulando-se com a tua felicidade porque só assim,

Todos seremos felizes!"

A vida tem-me dado provas disso...


Bem-hajam a Todos,

Bem hajas, meu menino
Jesus!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...