22/09/2010

SHREK


O Shrek é mais um bébé que resistiu à Parvovirose, uma doença vírica, de prognóstico reservado e por vezes mortal.

Este ano, inexplicavelmente tivemos um surto que parecia não ter fim pois não paramos desde o início de Junho.

O Shrek pertence a uma família, cujos membros lidaram de muito perto com perdas importantes nas suas vidas.

O Shrek "reavivou" essa ferida, onde no limite de o querer e não o querer para não sofrer existe uma linha muito ténue e constantemente trémula...

Emoções e sentimentos não mais desejados

por mais uma possível perda...


Entre choros de tristeza e de dor perante um ser tão frágil sem nunca ter pedido para adoecer, é também nosso papel alimentar a esperança, a fé e intenção de superar a doença.

Tal como um escritor pode mudar o rumo da história final no guião,
podemos mudar a intenção e transmutar o desânimo, a dor, a angustia em esperança, paciência, coragem, perseverança e fé na Cura.


Toda a família se uniu e as visitas foram diárias, onde todos os membros vieram visitar o pequeno Shrek.

Mesmo o "Mitz" (ver aqui e aqui) o "vigilante" assíduo dos internados acompanhou o Shrek.



Mitz, "Queres é brincadeira!




Prometi que quando começasse a comer por ele, teria alta, com medicação apertada pois sabia que em casa estava também um "batalhão" de "enfermeiros" para continuar o seu processo de Cura.

E assim foi...



O Shrek, Curou-se.

Não só apenas ele ficou curado.

Naquela família, algo ficou curado, também.

Valores, crenças, sentimentos, emoções, tomaram simplesmente um novo rumo.....

Vida longa Shrek!



Maria Paula Ribeiro

12 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Como eu gosto de ler suas histórias de VIDA!!!
Maria Paula dá uma alegria imensa ver essas criaturas sobreviverem e com qualidade.
Amo o seu trabalho e você.
Vida longa ao SHREK
Parabéns!Fantástico.
Beijo grande
Astrid Annabelle

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite Astrid,

Antes de me deitar umas horas (ando com energia a mais para dispensar e a menos para dormir) venho aqui agradecer-te as tuas sempre sentidas palavras.

Melhor do que eu, sabe e sente a extensão subtil que as palavras levam...

Em todo o Verão tivemos imensos casos de Parvovirose, onde com a união da equipa aqui na clínica não tivemos nenhuma baixa.

Poder "renascer" das cinzas e devolver VIDA aos donos, são sentimentos e emoções que não se conseguem descrever e vão muito além do consultório. Entram no lar dos donos, seus familiares, nos vizinhos, e por vezes além fronteiras...

Desde miúda sempre quis salvar vidas, sempre...fossem elas de que espécie fossem...porque acredito que Todos têm direito à VIDA!
Hoje dou por mim a fazê-lo quotidianamente, uns dias de vitória outros, nem tanto, mas é caminhando que se evolui!

Agradeço ao Universo por me dar diariamente esta bênção.

Hoje e porque sinto necessidade, recebe um abraço bem apertado...

Maria Paula

Shin Tau disse...

Olha que desta me vieram as lágrimas aos olhos.

As lições estão aí sempre, basta ter a humildade necessária para a compreender e, claro, uma super médica para ajudar também é importante!

Fizeste-me pensar nos filósofos gregos quando diziam que os homens podiam reencarnar em animais...achas possível que o Shrek seja uma alma antiga que se veio fazer perdoar nessa família por as ter abandonado antes do tempo?

Beijocas minha linda

António Rosa disse...

Paula

Esta história deixou-me encantado com todos os seus contornos. Mas sobretudo, contigo, pela forma que estás a desempenhar com imenso sucesso, uma terapia holística abrangente. Todos mereceram ser curados.

Beijos.

António

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Que linda história! é um guerreiro, tenho a certeza que terá vida longa!! :)

Ana Cavaca disse...

Bom dia Paula,
Linda história a do Shrek...
Longa vida para ele!!!
Tal como tu também ando a sofrer de insónias... que podemos fazer para ultrapassar?
Bjinho

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá Shin,

Não te sei responder, lol mas tem toda a lógica o que dizes.
No entanto, Trigueirinho também refere que os animais têm uma alma colectiva, "grupal".
Creio que só em casos muito especiais é que a alma humana possa "regredir" para uma alma menos evoluída...

Acredito que, sim, existia algo muito forte, uma compulsão emocional em vencer o medo da dor...
E isso foi bem patente...
E tenho a certeza que houve algo bem mais subtil a ajudar esta família...

Beijo bem grande amiga e mais uma vez, grata!

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá António,

;) "Todos mereceram ser curados" ;)

Também eu.... ;)))

Mestre, Namasté!

Maria Paula Ribeiro disse...

Especialmente,

;) Será uma vida intensa, de um rumo novo! ;)

Bem-haja
Abraço.

Maria Paula

Maria Paula Ribeiro disse...

Ana,

;)) E terá uma vida, longa e intensa!

Hoje comecei a tratar as minhas insónias...
Depois conto-te ;))

Beijinhos

Joel Pinto disse...

Nós somos abençoados por sermos amados pelos nossos amigos de quatro patas. Eles amam-nos incondicionalmente e não pedem nada em troca; o mínimo que podemos fazer por eles é retribuirmos o seu amor...

Santa padroeira? Gostei... Outros os são com menos mérito.
Quanto à Zuca, lá vai levando um dia de cada vez. Pelos menos já vai andando, o que é muito bom.

P.S.: Também quero a receita para as insónias...

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite amigo Joel!

Sempre grata por Tudo!

Feliz pela Zuca... um dia de cada vez..somente isso.

As insónias estão controladas, lol
Um dia terás aqui, a receita! ;)))

Beijo grande

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...